sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Quando o Corpo Fala

Nossos ciclos refletem nossa realidade, somatizam nossas experiências e trazem a tona tudo aquilo que muitas vezes tentamos omitir ou renegar, quando sangramos, entramos numa vibração energética diferenciada, como se colocassem uma lente de aumento sobre nossos sentimentos, emoções, projeções.
Nossa sensibilidade nos dias que antecedem a menstruação, muitas vezes por não ser observada, e tratada de maneira adequada se transforma em agressividade, irritação, inquietação.
E as cólicas menstruais, quando não existem complicações fisiológicas atestadas por um médico, são na maioria das vezes a somatização do estresse vivido durante o ciclo.
Digo isso pela minha própria experiência, quando tenho um mês mais tranquilo, menos estressante, o fluxo é tranquilo, sem nenhuma dor, nem mesmo a irritação ou mau humor típico da TPM me abate.
Mês passado foi um exemplo disso, conduzi um grupo de mulheres na "Bênção do Útero" promovida em sintonia com Miranda, pelo mundo inteiro, a sintonia foi tão maravilhosa que revigorou minhas energias, antecipou em 2 dias meu ciclo, sem dor, sem irritação, só o fluir.
Dediquei todo o sangue desse ciclo pra salvar meu pé de Guaco que pela falta de umidade do ar, estava muito maltratado (15 dias depois, tive uma gripe forte, e ele me cedeu folhas para um chá, que ajudaram no meu restabelecimento). Além dessa gripe, muito estresse, muita chateação, decepção, nervosismo por conta de muitos compromissos assumidos e problemas pessoais de difícil dissolução, somados a ansiedade do aniversário cada vez mais próximo, me transformaram numa bomba de nitroglicerina.
Meu ciclo atrasou 2 dias, foram 2 dias de mau estar, irritação, insônia, perda de apetite, enxaquecas, cólicas, que foram amenizados cada hora de um jeito, através de Aromaterapia (Lavanda e Erva Doce), Chá de Orégano, Funcho e Camomila, Cristaloterapia com Pedra da Lua, Azeviche e Coral - muita paciência? 
Algumas mulheres certamente iriam preferir tomar um BuscoFem, um Atroveran, ou algum outro remédio contra os sintomas, ao invés de parar, meditar e refletir nas causas que levaram o seu corpo a se comportar dessa forma, lhe fazendo sofrer dores e incômodos.
Hoje acordei as 6h da manhã como de costume, pra ajudar a Isa (minha filha de 10 anos) à se preparar pra ir à escola, depois de 3h mal dormidas por conta da agitação e irritação, me sentia um caco, e já exausta, quase apelando á uma tintura de ervas pra que o fluxo enfim descesse e acabasse esse mau estar.
Depois que minha filha saiu pra escola, me sentei confortavelmente, respirei fundo algumas vezes e conversei com meu útero, e com meu corpo, pedi perdão por todo estresse, falta de paciência, agressão que impus durante esse mês, os excessos cometidos de maneira completamente desnecessária, coloquei uma música gostosa e deitei, fiquei quietinha comigo mesma por umas 2h. 
E então o fluxo veio, sem que eu precisasse recorrer a tintura, fazendo com que a enxaqueca sumisse, o humor melhorasse, e as cólicas gradativamente também diminuíssem. Tenho certeza, que se não fosse essa "conversa" que tive comigo mesma, essa consciência plena do que estava errado, eu teria sofrido quantos dias mais fossem necessários.
"Todo poder, requer grandes responsabilidades." - "Conhecimento é poder." - Quanto mais você estuda, mais acumula "sabedoria", se você não à coloca em prática, o Universo criará oportunidades para você exercer seus Dons e seu Conhecimento, e isso se aplica em tudo.
Meu corpo é meu templo. Abriga meu espírito em evolução nessa Jornada hoje. Me foi concedido e confiado, assim como a Terra que habito e que merece todo o meu cuidado e amor, ambos (eu e a Terra) devemos coexistir em harmonia, respeito mútuo - exemplo disso; eu cuidei do Guaco, e ele cuidou de mim. 
Esse ciclo, esses 2 dias de angustia no fim serviram como inspiração pra esse post, me ajudaram à repensar posturas emocionais e práticas que devem ser reorganizadas com urgência, para que eu tenha um próximo ciclo mais tranquilo. E por fim, não acredito em coincidências. Meu aniversário será na madrugada de sábado pra domingo, o atraso do fluxo, o estenderá até domingo. Aniversariar é morrer e renascer. Menstruar é morrer e renascer. Não lembro a última vez que menstruei em um aniversário meu, ou seja, tava na hora de adquirir mais uma experiência pra essa caminhada..
Isso me forçará a comemorar o aniversário de maneira menos exposta, mais tranquila, dentro da vibração que meu coração sentiu necessidade na madrugada do dia 07 para o dia 08. Nosso corpo ouve nossos segredos mais íntimos e indizíveis, e dará exatamente aquilo que desejamos de acordo com a nossa vontade, então, cuidado com o que deseja pra você mesma também.
E que venham outras Luas Vermelhas neste novo ciclo, cheios de insights e experiências abençoadas pela a Senhora de Tudo.
Com sono, cansada, mas com um desejo imenso de compartilhar tudo o que vivi;
Babi.


Nenhum comentário:

Postar um comentário